A seguir, trataremos de um assunto que tem ganhado mais espaço entre nós, principalmente agora, em tempos de Pandemia: a Educação A Distância! Não é por acaso que ela ganhou ainda mais força nos últimos dias, talvez meses provavelmente, por parecer ser a única maneira capaz de atender as recomendações de boa parte da comunidade científica mundial, porque preserva o tão necessário e fundamental isolamento social e ainda oferece uma possibilidade para a continuidade das atividades escolares, obviamente que com as devidas adaptações, mas ainda oferecendo condições de um ótimo aproveitamento por parte de todos, evitando os terríveis danos de uma paralisação total das atividades escolares.

Mas conseguirão nossas crianças, adolescentes e pais, se envolverem com os cálculos, as fórmulas, os conceitos, às vezes abstratos, e demais conteúdos matemáticos, tidos como complexos, sem o auxílio especializado de um professor?

Para responder a essa questão, precisamos esclarecer alguns pontos e depois deixaremos algumas recomendações e dicas, a fim de ajudá-los a encontrar a melhor maneira para alcançarmos, juntos, mas a distância, os bons resultados que todos desejamos!

Primeiramente, vamos deixar bem claro que estudar a distância não significa exatamente estudar sozinho. Você estará sim, distante de seu professor, da sua sala de aula e de toda a infraestrutura que sua escola oferece, resumindo, você estará afastado, momentaneamente, do ambiente escolar! Mas, na maioria das vezes, as crianças, ao realizarem tarefas escolares em casa, contam com o auxilio dos pais, ou algum parente próximo, e por mais que não consigamos reproduzir o ambiente escolar em casa, podemos encontrar o ambiente mais adequado possível, se não perfeito, adequado ao desenvolvimento das atividades. Organização, silêncio e alguma privacidade caem bem!

E antes que eu me esqueça, se você enquanto pai ou mãe, até hoje não se envolveu com as atividades escolares de seu filho, talvez essa seja realmente uma grande oportunidade! Mais do que nunca eles precisam de vocês! Além de estimular e oferecer um ambiente adequado, estabelecer horários, auxiliar com os materiais didáticos, fornecer material de pesquisa, auxiliar nas consultas em busca de soluções, intermediar e estreitar o contato com a escola e com os professores quando necessário, tentar esclarecer as dúvidas sobre o conteúdo, enfim, mais do que nunca, os pais estão sendo chamados a participar das atividades escolares.

Importante frisarmos que “nem de longe”, queremos insinuar ou sugerir que os pais substituam os professores ou que façam o papel da escola, nada disso! Sugerimos que, nesse momento, confuso e difícil para todos, a união de forças resulte em impactos positivos para nossas crianças.

Nossa equipe de Matemática vem trabalhando intensamente! Estamos em uma constante busca pelas saídas tecnológicas disponíveis, para facilitar o contato com nossos alunos. As aulas virtuais que acontecem, diariamente, têm servido para ministrarmos novos conteúdos, de forma parecida com a que fazemos em sala de aula, e vêm se apresentando como ótima oportunidade para que os alunos esclareçam suas dúvidas.

Temos alcançado bons resultados com o nosso trabalho. O envolvimento dos alunos é surpreendente.

Por fim, com intuito de contribuir com nossos alunos e com os pais, na organização e no direcionamento dos estudos da Matemática a distância (e outras disciplinas de exatas, como Química e Física), vamos passar algumas dicas, facilmente executáveis:

  • Para avançar em Matemática, você precisa dominar conceitos básicos: volte ao conteúdo para reforçar a tabuada, as operações fundamentais e a resolução de problemas.
  • Se você tem muita dificuldade em Matemática, estude um pouco todos os dias e crie uma rotina, não espere para estudar apenas em momentos de avaliações.
  • Estipule um tempo para os estudos da Matemática, por exemplo: 30 minutos lendo sobre o assunto, 30 minutos fazendo resumo sobre a matéria e 30 minutos fazendo exercícios, assim você não se cansa e terá um estudo mais produtivo.
  • Matemática só se aprende na prática, por isso não economize nos exercícios, refaça-os, pesquise-os na internet… assim, você conseguirá fixar melhor a matéria
  • Durante o exercício, escreva ao lado o passo a passo de como ele foi feito com suas palavras, porque isso o ajudará quando voltar a estudar esse mesmo tema e o lembrará de como realizou a atividade anteriormente.
  • Utilize recursos como a calculadora, os aplicativos e a internet para conferir os resultados de suas atividades depois que estiverem prontas, apenas para conferência. Não consulte antes de conclui-los, isso vai te deixar preguiçoso.
  • Assim que o professor corrigir as atividades na “aula on-line”, verifique seus erros imediatamente. Identifique se você precisa revisar o conteúdo ou se seu erro foi decorrente de distração, ou se você não entendeu ou confundiu o enunciado. Depois que souber a resposta, foque nessa questão novamente e revise! É importante você identificar e superar seus erros!
  • Caso não tenha entendido alguma questão durante a explicação do professor na aula on-line, anote suas dúvidas e não deixe de perguntá-lo durante a aula on-line, tão logo ele abra tempo para esclarecer as dúvidas. Não fique prejudicado! Pergunte quantas vezes for necessário, até que o conteúdo esteja bem entendido.
  • Seja organizado! A Matemática exige do aluno “passos” para resolver um exercício. Dessa forma, mantenha uma organização e evite rasuras, pois você não vai entender nada. Realize os exercícios com inicio, meio e fim.
  • Se o professor explicou a matéria e você não entendeu nada, peça sugestões de vídeoaulas e tente seguir todas as outras dicas para o sucesso nos estudos!

Deixe uma resposta

Atenção! Todos os comentários serão previamente moderados pelo administrador antes de ser publicado oficialmente na página.

Mais em "Blog"

Medo, medinho ou MEDÃO

O medo é um vilão? Apesar de ser uma sensação ou uma experiência tensa e desagradável, a falta dele pode nos deixar em perigo, e

Leia Mais »